Fazer consórcio para investir o crédito


#1

Boa noite,

Na busca pela independência financeira, em opções de investimento e formas de alavancagem, fazendo alguns cálculos bem rápidos e preliminares, pensei na possibilidade de fazer um consórcio, num valor que consigo dar lance para obter o crédito logo, e aplicá-lo de forma obter uma rentabilidade superior ao juros do consórcio, ou taxa de administração, como chamam. Seria essa uma opção a se considerar ou não, @eduardinho ??


#2

Olá Renan, não tive boas experiências com consórcios. Tentei mais de 3 em diferentes empresas e já fazem mais de 3 anos que venho buscando corrigir isto. Acho muito melhor você focar em fazer um investimento onde consiga aportar todos os meses uma quantia, destinada a compra no futuro. Mesmo porque após 36 meses fazendo aportes, perceberá que o valor investido bem se torna um montante interessante para qualquer negócio. Enquanto ao consórcio te mantem preso por muito tempo dependendo única e exclusivamente da sorte. Mesmo tendo a opção de dar lances, se colocar na ponta do lápis é desvantagem total porque você antecipa um grande valor para no final ainda pagar taxas de administração que são bem altas. Esta é minha opinião não dependa da sorte, crie seu próprio meio de aportes e confie em sua estratégia até o fim. Abraços e bons investimentos.


#3

Entendi, obrigado pela opinião


#4

Oi @Renan não dá para ter certeza, mas eu creio que não seja bom negócio. No consórcio, quem fica por último tem prejuízo certo, mas não sei se tem muita vantagem para quem sai primeiro… Tem que ver também as taxas da administração etc. Uma vez analisei e não foi favorável. Abs


#5

Olá @Renan…há algum tempo atrás até levantei essa situação de alavancagem usando consórcio com o @eduardinho…fiz um estudo sobre o assunto e vou expor aqui sobre alguns detalhes, possibilidades e conclusões.

  • O primeiro ponto importante é que o consórcio só é útil contemplado…analisei diversas administradoras…geralmente a maioria das pessoas só leva em consideração a taxa de administração para escolher entre elas…mas para mim o ponto mais importante é em qual delas você tem maior probabilidade de contemplação. Algumas administradoras tem alguns recursos que podem aumentar consideravelmente suas chances. A regra geral é apenas de contemplações por sorteio e lance livre (quem dar mais leva). Porém o pulo do gato é as empresas que tem além dessas duas a modalidade de ‘’lance fixo’’. Vou dar um exemplo, em um dos grupos que tenho cotas todos os meses é contemplado, além das cotas por sorteio e lance livre, uma cota com lance fixo de 35%. É claro que mais de uma pessoa vai ofertar nessa modalidade, no caso desse meu grupo, em torno de 10 pessoas ofertam mensalmente, ou seja tenho uma chance em 10 todo mês, ao passo que no sorteio 900 pessoas participam, fazendo com que suas chances sejam bem menores. Além disso, nesse caso, posso utilizar até 30% da carta de crédito para compor meu lance (lance embutido) ou seja só utilizo 5% de recursos próprios para retirar 70% do valor da carta de crédito. Usando essa lógica contemplei 7 cotas em menos de 24 meses sendo que o prazo total do grupo é 180 meses.

  • Com a carta de crédito contemplada você tem diversas possibilidades, dentre elas:

Comprar um terreno, construir e vender ganhando uns 25 a 30% do valor total do imóvel.

Comprar um imóvel, alugar e com o valor do aluguel pagar a parcela e com o passar do tempo terá o imóvel quitado com recursos obtidos pelo aluguel dele mesmo.

Contemplar a cota e vender ela ganhando um ágil em cima.

Comprar um imóvel de alguém da família que esteja quitado e retirar o valor em espécie para investir em outra coisa mais rentável. (importante lembrar que se você quiser alavancar terá que ter um imóvel para alienado).

Etc…

Perceba que nas possibilidades acima o lucro obtido poderá ser bem superior que os valores pagos nas taxas de administração, porém tem um detalhe importante: A cada 12 meses o saldo devedor do seu consórcio é corrigido, geralmente pelo INCC. Por exemplo, em uma das minhas cotas a taxa de administração é de 20%, fiz a projeção do INCC no meu saldo devedor durante todo o período de 180 meses e o resultado foi que o valor total pago será de 60% a mais do que o crédito retirado. Mas alto do que imaginado, porém ainda bem menor que o de um financiamento no mesmo período que pode chegar a 250% em juros.

O consórcio tem alguns riscos, se deixar de pagar a parcela lascou, vai demorar para reaver o valor pago…é uma parcela que vai te acompanhar por um bom tempo…porém também traz possibilidades interessantes…acredito que vale a pena ser analisado…espero ter contribuído. Abraço a todos!


#6

Qual a administradora de consorcio que costuma fazer as negociações? Achei interessante a possibilidade mais de contemplação.