Opçoes realmente viáveis de contas e investimentos para nao residentes no Brasil?


#1

Olá @eduardinho,

Agradeceria muito suas orientaçoes sobre esse tema que gera dúvidas a tanta gente: opçoes viáveis de contas e investimentos para nao residentes no Brasil.

Li um artigo muito bom no seu site sobre este tema (https://carteirarica.com.br/brasileiros-no-exterior/)! Mas, mesmo assim, alguns pontos ainda estao meio “nebulosos” para mim.

Sou brasileiro, e residente fiscal no exterior desde 2008.
Fiz minha saída fiscal direitinho e, desde entao, já nao faço mais minha declaraçao de IR no Brasil, apenas no exterior, onde eu moro.

Sempre que consigo, envio minhas economias da minha conta no exterior para minha conta no Brasil, já que os juros no Brasil sao significativamente maiores.

Meu banco brasileiro também foi informado que eu estava me mudando para o exterior. Mas, recentemente verifiquei que minha conta parece que continua sendo uma conta normal, e nao uma conta para nao residentes (mesmo que meu cadastro do banco esteja definido como “outra residencia fiscal”).

Assim, surgem diversas dúvidas e agradeceria muito suas orientaçoes a este respeito:

  • buscando informaçoes sobre contas para nao residentes, vi que existe muita informaçao desencontrada. O meu proprio banco local no Brasil parece oferecer esta opçao, mas realmente nao é fácil obter informaçao a respeito. Além disso, os custos dessas contas parece que sao exorbitantes, e as opçoes de investimentos sao realmente bem limitadas. Por favor, você teria alguma recomendaçao a este respeito?
  • no artigo no seu site, vi que existe uma maneira regulamentada pela CVM de contar com as mesmas opçoes de investimentos que um brasileiro residente no Brasil (maneira 4 mencionada no seu artigo). Mas, para isso, precisaria contar com um representante legal no Brasil. Quem poderia ser este representante? Poderia indicar um parente meu no Brasil como meu representante legal? Ou existem profissionais especializados para isso? Você me recomendaria algum?
  • Como meu dinheiro já foi transferido para o Brasil anteriormente, e se encontra investido em um banco local brasileiro, esse procedimento de representaçao legal seria o mesmo? Ou teria alguma mudança?
  • Seguindo esta maneira para poder investir no Brasil, no caso de investimentos em açoes e outros ativos que nao tributam na fonte, como eu deveria fazer para pagar os impostos devidos ao Brasil, se nao sou residente fiscal no Brasil?

Além disso, me preocupa bastante os seguintes pontos:

  • posso vir a ter algum problema com a Receita Federal, com o Banco Central ou com algum órgao regulador por ter continuado com uma conta normal por todo este período?
  • segundo o seu artigo, entendo que eu teria diversas vantagens fiscais se minha conta corrente tivesse sido mudada para uma conta de nao residentes. Ou seja, por todo este periodo, estive pagando mais impostos do que eu deveria. Alguma recomendaçao sobre como eu deveria proceder neste caso?

Muito obrigado pelas suas orientaçoes!!
Um abraço,


#2

@Marcus
Eu sei que o banco bonsucesso tem conta para não residente: https://www.bs2.com/banco/cambio
No site tem o telefone deles para orientação da abertura de conta.
Abraço.


#3

Muito obrigado @eduardinho !

Uma dúvida mais, por favor: num artigo no seu site (https://carteirarica.com.br/brasileiros-no-exterior/), vi que existe uma maneira regulamentada pela CVM de contar com as mesmas opçoes de investimentos que um brasileiro residente no Brasil (maneira 4 mencionada no seu artigo).

Mas, para isso, precisaria contar com um representante legal no Brasil.
Assim, quem poderia ser este representante? Poderia indicar um parente meu no Brasil como meu representante legal? Ou existem profissionais especializados para isso?
Você poderia me recomendar algum?

Muito obrigado uma vez mais!
Marcus


#4

O representante legal é do banco mesmo… não tem problema nisso. Abs.


#5

Muito obrigado @eduardinho !

Por favor, você poderia me indicar algum representante legal que me permitisse acesso aos mesmos investimentos no Brasil que um brasileiro residente pode realizar, como você comenta no seu artigo?

O representante legal dos próprios bancos parece que limita bastante as opções de investimentos para não residentes… No Bom Sucesso por exemplo, e eles oferecem apenas CDB…

Desculpe pelas seguidas perguntas. Mas esse é um tema que com certeza interessa a muitos brasileiros que residem no exterior, mas as informações disponíveis nas próprias instituições financeiras sobre esse assunto são normalmente confusas e algumas vezes até contraditórias.

Muito obrigado!! Abs,
Marcus


#6

Oi,
Também estou na mesma situação.
Não encontro alguma corretora que aceite cadastro de não residente.
Você encontrou mais informações?
Obrigada


#7

@Eduardinho e presentes no Fórum,

No ano passado viemos morar na Europa, pois a situação ficou muito difícil para nós, quando meu marido perdeu o emprego de gerente em logística em 2016 e não encontrava mais nada nessa grande crise pela qual o país passa. Com o meu salário de professora Universitária por meio período, não conseguíamos pagar nem 1/3 de nossos custos. Como temos cidadania e podemos trabalhar legalmente aqui, meu marido conseguiu arranjar um emprego uns 6 meses depois que chegamos.

Todos os nossos investimentos ainda estão no Brasil (divididos em TD, FIIs, Ações e CDBs para liquidez), que guardávamos para comprar um apartamento para morarmos. É o meu sonho ter meu próprio apartamento e pode-lo fazer do meu jeito. Também acho que isso passa mais segurança às crianças. A idéia é comprar um apartamento pequeno para nós aqui, dando uma entrada com metade do capital que temos e financiando o resto em 30 anos com juros de 2% ao ano (pois é, aqui os juros são mais comportados).

Não fiz a declaração de saída e nem tenho o intuito de fazê-la, pois quero continuar investindo em Tesouro Direto no Brasil.

Minhas dúvidas são: praticamente todo nosso dinheiro está no Brasil e com esse negócio das eleições no meio do caminho da nossa mudança, o Euro desvalorizou 40% em um ano frente ao Real. Nossa vida a partir de agora será por aqui e não temos mais intenção de voltar ao Brasil para morar. Você recomendaria que eu transferisse o dinheiro de uma vez para cá e investisse por aqui, ou esperasse os acontecimentos do novo governo e fluxo de investimentos em dólar vir para o Brasil em 2019, que fará com que o Real se valorize frente ao Euro? Agora se você prevê uma crise mundial vindo…., o real não se valorizará, correto?

É melhor investir em ações da Europa e EUA (via corretora Europeia, que me permite fazer isso) ao invés de investir no Mercado acionário no Brasil? No final das contas, acho que o retorno na gestão ativa do Tesouro Direto é o que mais traz retorno, mesmo se comparado ao retorno das ações no médio/longo prazo, ou pelo menos é o que vejo acontecer na minha carteira pessoal …

Você me recomendaria algum conhecimento específico para investimentos na Europa?

Agradeço demais a sua atenção!

Grande abraço!